| Notícias gerais | Por: Diretoria Nacional

No último dia 11/09, SINPAF e Codevasf construíram um acordo, mediado pelo judiciário, para garantir as medidas de isolamento aos trabalhadores e trabalhadoras da empresa frente a pandemia da Covid-19.

Como resultado, o sindicato e a empresa concordaram em garantir medidas de isolamento, com a concessão de trabalho remoto para diversos setores, sendo essa modalidade compulsória para aqueles que pertencem aos grupos de risco, a partir do dia 15/09. Acesse aqui o Acordo firmado.

Lamentavelmente, apenas um dia após a implementação das medidas acordadas em juízo a Codevasf alega não ter condições de manter o funcionamento de diversas atividades, requerendo assim flexibilização das medidas.

Entenda como o acordo foi elaborado:

Após questionamento judicial feito pelo SINPAF em defesa de seus trabalhadores frente a pandemia, foi solicitada audiência de mediação, oportunidade em que a Juíza responsável propôs a construção de um acordo que pudesse atender aos interesses de ambos, empresa e Sindicato.

A Juíza então requereu que a Codevasf apresentasse os setores e as atividades que poderiam ser colocadas em trabalho remoto sem prejudicar o funcionamento da empresa, bem como ao atendimento prestado à sociedade.

Somente a partir das informações prestadas pela empresa do que poderia ser flexibilizado é que o acordo foi construído. Na ocasião o SINPAF fez diversas concessões por entender que nenhuma atividade poderia ser prejudicada, desde que a empresa garantisse a segurança dos trabalhadores.

No intuito de fiscalizar, acompanhar e sobretudo auxiliar a empresa com a implementação do acordo, o Sindicato requereu por diversas vezes que a Codevasf apresentasse listagem com os nomes e o quantitativo de empregados que seriam colocados em atividade remota. Lamentavelmente, a empresa não a apresentou até o momento!
Entretanto, após construir e aceitar o acordo, a Codevasf agora alega que ele trará prejuízo às atividades e à sociedade, em uma evidente falta de planejamento e de conhecimento do dia-a-dia da empresa.

Por essa razão, o SINPAF repudia a postura da Direção da Codevasf, salientando que as medidas implementadas não foram resultado de uma imposição do judiciário e muito menos do sindicato, ao contrário, foram construídas conjuntamente.

O SINPAF continua vigilante na defesa da vida e da saúde dos trabalhadores e trabalhadoras!

| Notícias gerais | Por: Diretoria Nacional

 

Em audiência de conciliação, SINPAF e Codevasf chegaram a um acordo que garantirá teletrabalho para diversos setores da empresa. 

| Notícias gerais | Por: Diretoria Nacional

A assessoria jurídica do SINPAF, a LBS Advogados, preparou a nota abaixo sobre a questão das aposentadorias na Embrapa.

| Notícias gerais | Por: Vânia Ferreira

O suicídio e as tentativas de suicídio devem ser encarados como grave problema de saúde pública. A chegada do coronavírus, a necessidade do isolamento social, o aumento do trabalho remoto e o sentimento de medo alertaram instituições e organizações sobre a importância de pensar novas estratégias de saúde para a preservação da vida.

De acordo com dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em setembro de 2019, a cada 40 segundos uma pessoa se suicida no mundo. Mais de 800 mil pessoas acabam com a própria vida ao ano. No Brasil, foram registrados 13.467 casos de suicídio, dos quais 10.203 foram cometidos por homens.

Em 2020, Setembro amarelo alerta também para o aumento nos casos de ansiedade e depressão durante o isolamento social. O Brasil é o campeão mundial em casos de transtorno de ansiedade e ocupa o segundo lugar em transtornos depressivos, que podem levar ao suicídio, segundo a OMS.

“Há o medo de ser exposto, ficar doente e morrer, assim como o de perder amigos e parentes. Como efeitos secundários há os problemas econômicos. As pessoas se estressam mais quando os tempos são ruins", afirmam os especialistas.

Busque ajuda e tenha empatia ao problema do outro. Devemos todos (as) estar alertas a nós mesmos (as) e a todos (as) à nossa volta.

Tem dúvidas sobre o tema? Conheça a campanha Setembro Amarelo, criada pelo Centro de Valorização da Vida (CVV) com o objetivo de conscientizar sobre a prevenção do suicídio: https://www.setembroamarelo.org.br

Receba notícias direto em seu e-mail:
assine nosso informativo

Fale conosco