A Comissão Nacional de Negociação do SINPAF (CNN) reuniu-se nesta quarta-feira (16) com a Embrapa e reafirmou que não aceitará proposta da empresa que altere o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2017-2018, que já está em dissídio e será julgado no próximo dia 11/6, conforme estabelecido pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Além disso, a CNN do SINPAF cobrou uma proposta para o ACT 2018-2019 coerente com o discurso da Embrapa, anunciado amplamente na mídia, destacando que, para cada R$1,00 investido na empresa, R$11,06 retornam em lucro social para o povo brasileiro.

“As negociações com os trabalhadores, que são os grandes protagonistas dessa tão aclamada lucratividade, precisam manter a coerência da propaganda institucional, reconhecendo que esse valor é gerado pela contribuição de cada empregado”, ressaltou a CNN do SINPAF.

A Comissão do SINPAF também foi enfática ao registrar em ata a necessidade da presença do presidente da Empresa, Maurício Lopes, ou da Diretora de Gestão Institucional, Lúcia Gatto, nas próximas rodadas de negociação.

“Sem a presença de um diretor da Embrapa, com poder de decisão, a CNN do SINPAF avaliará se fará sentido permanecer em mesa de negociação. Dirigentes máximos de outras empresas, a exemplo do presidente dos Correios, também possuem agendas intensas e importantes, mas, ainda assim, priorizam os processos de negociação da categoria, numa demonstração de respeito e consideração pelos trabalhadores”, enfatizaram os dirigentes do SINPAF.

A próxima reunião entre as Comissões de Negociação do SINPAF e da Embrapa acontecerá no dia 23 de maio (quarta-feira), quando a empresa se comprometeu a apresentar uma proposta para fechamento do acordo coletivo 2018-2019.

CLIQUE AQUI e leia a ata completa da reunião