Trabalhadores da Codevasf aprovam proposta do TST para ACT 2018-2020

Por: Camila Bordinha em Quinta, 27 Junho 2019 | Categoria: Notícias gerais

Das 8 Seções Sindicais do SINPAF que atendem os empregados lotados nas Superintendências Regionais (SRs) e na sede da Codevasf, 7 aprovaram a proposta formulada pela vice-presidência do TST e 1 reprovou.  

A proposta seguirá para a empresa e, em seguida, o Acordo Coletivo com vigência até 30/4/2020 será assinado pelas partes, em audiência no TST no dia 1º/7/2019.

REAJUSTES - A proposta contempla reajuste de 1,69%, que corresponde ao INPC integral de maio de 2018, aplicado a partir de janeiro de 2019. Esse índice, porém, não será aplicado sobre funções gratificadas e cargos comissionados, os quais terão seus valores congelados no período de 1º de maio de 2018 a 30 de abril de 2019.

Para o ACT com data-base em 1º de maio de 2019, o índice de reajuste a ser aplicado será de 70% do INPC apurado no período (5,07%), o que corresponde a 3,55%. Esse índice será aplicado nos salários vigentes em 1º de maio de 2019.

As cláusulas sociais serão integralmente mantidas e terão sua vigência até 30/4/2020.

O presidente do SINPAF, Carlos Henrique Garcia, que hoje (27/6) participou da assembleia realizada na sede da Codevasf, em Brasília, explicou que, “apesar de não ter sido a proposta ideal para os trabalhadores, foi a proposta possível de ser alcançada diante da conjuntura econômica e política  do país e do andamento das negociações coletivas das demais categorias de trabalhadores em empresas públicas. Com o fechamento de dois períodos (2018-2019 e 2019-2020), a categoria ganha fôlego para preparar estratégias para as próximas negociações, além de garantir a manutenção de cláusulas sociais históricas”, afirmou.

Clique aqui e conheça a proposta.