Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário

Codevasf apresenta novo índice de reajuste à categoria com percentual de 8,28%

27 de junho de 2016

Após paralisação nacional dos trabalhadores da Codevasf, no dia 21 de junho, a empresa apresentou um novo índice, de 8,28%, para reajustar as cláusulas econômicas do ACT 2016/2017 e voltou a negociar, nesta segunda-feira (27/6), as cláusulas sociais que ficaram pendentes. Além disso, a comissão de negociação da Codevasf também concordou em prorrogar o ACT vigente até o dia 31 de julho.

O SINPAF rejeitou o novo índice de reajuste por entender que essa proposta ainda não contempla anseios e perdas salariais da categoria. Porém, o Sindicato continuou as negociações das cláusulas sociais na reunião de hoje, que podem proporcionar avanços, embora a empresa continue inflexível.

 

Acompanhe alguns pontos da sétima mesa de negociação:

Cláusula Vigésima/Proteção às Gestantes – As partes acordaram em modificar o título da cláusula para “Proteção à maternidade e à Paternidade”. A empresa propôs nova redação para beneficiar à empregada lactante, que retornar da licença maternidade, com dois intervalos de uma hora, cada, para amamentação do filho até 1 ano de idade. O SINPAF vai analisar a redação desta cláusula para acordar na próxima rodada de negociação.

Não houve avanço nas demais cláusulas debatidas hoje, que tratam sobre Trabalho em condição especial, Segurança do Trabalhador, Comissões internas de prevenção de Acidentes (CIPA), Exames médicos e de prevenção, liberação para atividades sindicais, participação em eventos sindicais, mesa permanente de negociação, descontos autorizados e jornada especial de trabalho. A empresa pediu exclusão de alguns parágrafos dessas cláusulas, mas o SINPAF manteve a proposta original.

Leia mais