SINPAF faz pesquisa sobre teletrabalho com trabalhadores(as) da Embrapa e da Codevasf

SINPAF faz pesquisa sobre teletrabalho com trabalhadores(as) da Embrapa e da Codevasf

Por: Camila Bordinha | | Notícias gerais

A partir desta quarta-feira, 1º de setembro, o SINPAF deflagra uma pesquisa para conhecer as percepções de trabalhadoras e trabalhadores da Embrapa e da Codevasf sobre o teletrabalho nas empresas.

O estudo será realizado em parceria com a Associação Brasileira de Estudos do Trabalho (ABET), que aplicará um questionário virtualmente, por meio de link encaminhado aos e-mails de cada trabalhadora e trabalhador.

O questionário tem um tempo médio de duração de 15 minutos e a participação na pesquisa é voluntária, garantindo a privacidade e o anonimato de quem responder.  

Clique no link para responder o questionário: https://survey4.ccuec.unicamp.br/index.php/913431?lang=pt-BR  

De acordo com o diretor de Ciência e Tecnologia do SINPAF, Mário Urchei, que coordena a pesquisa pelo Sindicato, é de grande importância e relevância que a categoria responda massivamente à pesquisa.

“Essa pesquisa possibilitará ao SINPAF conhecer de forma mais efetiva a opinião e a percepção da categoria acerca dessa nova modalidade de trabalho. A partir dessa pesquisa, que será desenvolvida com uma metodologia científica pela ABET, teremos elementos fundamentais para continuar nossa luta em defesa dos direitos da categoria e na busca coletiva pelo estabelecimento de normativos justos às(aos) trabalhadoras(es)”, afirmou Urchei.

TELETRABALHO

Um tema que passou a ser mais discutido a partir da Reforma Trabalhista de 2019, que introduziu a modalidade laboral na CLT, o teletrabalho consolidou-se como uma opção ao trabalho presencial, em 2020 e 2021, devido à pandemia do novo Coronavírus, pois possibilitava o isolamento social.

Como o assunto é de grande importância para as relações de trabalho daqui para frente, o SINPAF quer conhecer melhor as formas como o teletrabalho está sendo implementado entre os/as trabalhadores/as da base e quais as suas percepções quanto ao tema.

A pesquisa será aplicada às(aos) trabalhadoras(es) da Embrapa e da Codevasf.

NA CODEVASF

Na Codevasf, somente foram aplicadas regras para o Teletrabalho devido às ações jurídicas movidas pelo SINPAF para que trabalhadoras e trabalhadores fossem mantidos em isolamento social, devido à pandemia da Covid-19. Porém, a empresa não possui uma norma de teletrabalho definida ou em estudo.

Por isso é de grande importância que todos/as os/as trabalhadores/as respondam à pesquisa, que permitirá que o Sindicato tenha uma percepção sobre o teletrabalho na empresa, e possa contribuir no processo de discussão de uma futura proposta por parte da Codevasf.

NORMA DA EMBRAPA 

A Embrapa já busca normatizar o teletrabalho na empresa e, por isso, encaminhou recentemente uma proposta ao Sindicato para ser analisada pela categoria. O Sindicato, por sua vez, com a contribuição de toda a categoria, enviou as sugestões à empresa, exigindo alteração de oito pontos na proposta de normatização do teletrabalho, assim como já se reuniu com a empresa para iniciar as negociações quanto às mudanças.

Clique aqui e leia os 8 pontos apresentados pelo SINPAF.

Clique aqui e leia a resposta da Embrapa, que contém o cronograma dos próximos passos da Norma do Teletrabalho. 

DEBATE ONLINE

No dia 22 de julho, o Sindicato realizou uma live que discutiu a proposta da Norma do Teletrabalho elaborada pela diretoria da Embrapa, com a participação do presidente do SINPAF, Marcus Vinícius Vidal, do diretor jurídico, Adilson Mota, e do assessor jurídico do SINPAF, Filipe Ferracin.

Com duração de quase 2 horas, a live teve participação recorde dos trabalhadores e trabalhadoras da Embrapa, com mais de 1.200 visualizações ao vivo.

Clique aqui para assistir ao vídeo e esclarecer dúvidas sobre a proposta da Embrapa.

 

Receba notícias direto em seu e-mail:
assine nosso informativo

Fale conosco