Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário

SINPAF exige da Codevasf melhoria para o índice de reajuste de 5,5%

10 de junho de 2016

Na manhã desta sexta-feira (10/6), durante a sexta rodada de negociação do Acordo Coletivo, a Comissão de Negociação do SINPAF exigiu que a Codevasf se articule para apresentar novo índice de reajuste para todas as cláusulas econômicas. A empresa persiste em oferecer o percentual de 5,5%.

O SINPAF reivindica um índice que contemple o percentual da inflação dos alimentos no Nordeste para o auxílio alimentação e o IPCA (9,28%) mais o PIB agrícola (1,8%) para reajustar as demais cláusulas econômicas.

Diante do impasse da Codevasf, a comissão do sindicato decidiu pela convocação de Assembleias Gerais para deliberar sobre o indicativo de paralisação, no dia 21 junho de 2016.  

Cláusulas sociais – O debate de hoje ficou em torno das cláusulas sociais, porém com poucos avanços. Na ocasião, o SINPAF adiantou o debate da sexagésima cláusula, que trata da extensão do auxílio-creche para auxílio-escolar, no valor de R$ 700 mensais para dependentes dos empregados da empresa, entre a idade de 7 anos e 14 anos.

De acordo com o sindicato, “a concessão desse benefício terá um impacto financeiro muito pequeno para a Codevasf. O SINPAF também apresentou dados e estudos sobre esse tema, inclusive com indicação de realocação de verbas para este fim.

 

Veja abaixo:

PROGRAMA DE PREPARAÇÃO PARA APOSENTADORIA – Não houve acordo quanto ao último parágrafo que trata sobre o Plano de Demissão Incentivada (PDI). O SINPAF solicitou que a empresa apresente estudos para implantação do PDI.

PROTEÇÃO ÀS GESTANTES – Houve consenso e a cláusula terá nova denominação: Proteção à maternidade.

DIÁRIAS E LOCOMOÇÃO– O SINPAF propõe que as diárias sejam reajustadas anualmente de acordo com o índice da inflação do mesmo período da data-base da categoria. A Codevasf pediu manutenção da cláusula.

LICENÇA PATERNIDADE – O SINPAF solicita que esse benefício seja estendido para 20 dias. Neste caso, a empresa demonstrou interesse e o SINPAF vai apresentar nova redação na próxima mesa de negociação.

 

As datas das próximas rodadas ainda serão confirmadas por ambas as partes.

Leia mais