Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário

Presidente da Embrapa aceita agendar reunião para ouvir trabalhadores

5 de outubro de 2016

O novo presidente do SINPAF, Carlos Henrique Garcia, junto com alguns diretores do Sindicato, foi recebido no fim da tarde desta quarta-feira (5/10) pelo presidente da Embrapa, Maurício Antônio Lopes. O principal resultado do encontro foi o compromisso, por parte do presidente da Embrapa, de agendar uma data para ouvir proposta do Sindicato sobre o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2016-2017, antes da audiência de conciliação do dissídio, marcada para o próximo dia 19, no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

O pedido de retomada das conversas foi feito por Carlos Henrique, e considerado por Maurício Lopes, que solicitou que o agendamento da reunião fosse formalizado pelo Sindicato. O SINPAF vai protocolar a requisição da reunião ainda nesta quinta-feira (6) e, assim que a Embrapa agendar a data, a categoria será informada e a Comissão Nacional de Negociação (CNN) será convocada a participar.

 

C&T – No encontro, o presidente do SINPAF salientou a importância da pasta de C&T, que será tratada de forma estratégica nesta gestão. “Gostaríamos de ter uma agenda específica para discutir temas atualmente debatidos pelos pesquisadores da Embrapa”, disse Carlos Henrique, citando, inclusive, o documento entregue à diretoria da empresa por um grupo de pesquisadores, que sugere melhorias na gestão da pesquisa em geral.

Os pesquisadores presentes na reunião, que fazem parte da diretoria do SINPAF, Eduardo Romano (suplente de Ciência & Tecnologia) e Anderson Pereira (suplente da Secretaria Geral), reafirmaram a necessidade de abertura de diálogo para discutir temas específicos da pesquisa.

O presidente da Embrapa afirmou que “as melhores saídas são sempre encontradas com o diálogo” e que “a proposta (de debate sobre C&T) do SINPAF é bem-vinda para a construção de algo diferenciado para a empresa.”

 

MESA PERMANENTE DE NEGOCIAÇÃO – Durante o encontro, a diretora de Administração e Finanças, Vânia Castiglioni, sugeriu que seja reaberta uma mesa permanente de negociação entre a Embrapa e o Sindicato, para a discussão de temas gerais.

“Vários assuntos se acumulam e apenas são discutidos nas reuniões do ACT, por isso o diálogo não flui. Precisamos implementar uma agenda com datas predefinidas para que assuntos gerais sejam resolvidos em uma mesa permanente de negociação”, disse Vânia.  

PARTICIPANTES – Além do presidente do SINPAF, Carlos Henrique, e dos diretores suplentes Eduardo Romano e Anderson Pereira, também participaram da reunião os diretores Luiz Carlos Benato (Secretaria Geral), Márcia Cristina de Faria (Divulgação e Imprensa), Nilson Carrijo (Saúde do Trabalhador e Meio Ambiente) e Manoel Pessoa Filho (Regional Centro-Oeste).

Por parte da Embrapa, também participaram, além da diretora de Administração e Finanças, Vânia Castiglioni, o diretor de Pesquisa & Desenvolvimento, Ladislau Martim Neto; o chefe da AJU, Antônio Nilson Rocha; e a chefe da Assessoria Parlamentar, Mirian Souza da Eira.

Leia mais