Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário

Presidente da Codevasf afronta o SINPAF e tenta enganar os trabalhadores

26 de agosto de 2016

O SINPAF repudia a atitude da presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, pela tentativa de ludibriar os trabalhadores para que eles aceitem um Acordo de Trabalho SEM NEGOCIAÇÃO.

Com o argumento de que o país enfrenta uma crise financeira, a presidente enviou um comunicado a todos os empregados, no final da tarde de ontem (25/8), para que a categoria também aceite a pífia proposta de 8,28% e pague a onerosa conta sozinha.

Como se não bastasse, Kênia Marcelino, também afronta a representativa legal e constitucional do SINPAF frente à defesa dos direitos coletivos da base.

O comunicado de ontem é uma prova de que a Codevasf está tentando ditar as regras para o fechamento do Acordo Coletivo. O índice de 8,28% oferecido pela empresa está abaixo da inflação (9,28%). Além disso, é fruto de uma atitude de imposição para fechamento do ACT que não atende aos anseios da categoria.

No comunicado, Kênia Marcelino diz ainda que TODOS os trabalhadores receberão duas referências como progressão de carreira. Isso não é verdade! Quase todos os empregados já estão impactados e não receberão absolutamente nada.

Trabalhador, é preciso lembrar que o DEST autorizou percentuais maiores para outras estatais!

A Codevasf é uma empresa muito relevante para o país e não pode aceitar do governo um tratamento desigual.

O SINPAF ressalta que se a categoria aceitar um índice menor que a inflação, isso vai ocasionar um impacto negativo no salário de cada empregado e esse valor nunca mais será recuperado. Não podemos deixar que o governo e a empresa nos enganem.

Vamos continuar a nossa luta!

Leia mais