Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário

Nova presidente da Codevasf recebe representantes da Comissão de Negociação do SINPAF

26 de julho de 2016

A presidente da Codevasf recém-empossada, Kênia Régia Anasenko Marcelino, recebeu os representantes da Diretoria Nacional e da Comissão de Negociação do SINPAF, ontem (25/7), para se inteirar sobre o processo do Acordo Coletivo de Trabalho 2016-2017.

Durante a reunião, o presidente do SINPAF, Julio Guerra, cobrou algumas reivindicações dos trabalhadores, como as demandas de transferência de empregados, o destravamento dos operacionais de referência 10 e 11 e o Plano de Cargos e Salários, que o Sindicato, inclusive, já possui um estudo para contribuir com o planejamento.

Julio Guerra reforçou, ainda, a entrega da “Carta-manifesto de Aracajú” para a presidência da empresa à época. Produzido durante o seminário “O Futuro da Codevasf e a Importância dos Trabalhadores para a Construção de Sociedades Sustentáveis”, em novembro de 2015, em Aracaju/SE, o documento apresenta um repúdio dos empregados para a tentativa de privatização da Codevasf e chamam a atenção dos parlamentares e da sociedade para os sucessivos cortes orçamentários e sucateamento das estruturas da empresa.

A presidente da Companhia disse que a responsabilidade da diretoria da empresa é grande já que existe uma expectativa por parte dos trabalhadores. “A luta também é minha, entendo a importância de lutar pelos funcionários”, explicou Kênia Marcelino, que também é filiada ao SINPAF.

Kênia Marcelino pediu o apoio da categoria para a valorização da Codevasf. Para ela, “o fortalecimento da empresa começa por seus funcionários” e lembrou, ainda, que a empresa será a principal operadora na continuação do projeto de revitalização dos Vales São Francisco e Parnaíba.

Com isso, a presidente afirmou que buscará os órgãos governamentais para tratar sobre as reivindicações dos trabalhadores para o ACT 2016-2017 de forma a avançar nas negociações. “Estamos dispostos a fazer o melhor possível para solucionarmos todos os problemas. Os problemas do Sindicato também são os nossos problemas”, afirmou.

Leia mais