Justiça propõe à Codevasf a adoção de teletrabalho em todas as suas unidades nos próximos sessenta dias

No final do mês de julho (28), a Codevasf convocou trabalhadores e trabalhadoras, à exceção daqueles que compõem o grupo de risco, para o retorno ao trabalho presencial.

Por: Diretoria Nacional | | Notícias gerais

Surpreso com essa decisão e ciente da necessidade de manter o isolamento social como estratégia de prevenção ao coronavírus, o SINPAF questionou a empresa e judicializou a questão.

Em audiência virtual realizada no dia 28 de agosto, a justiça propôs à empresa, com base nas informações apresentadas pelo SINPAF, o home-office como principal forma de trabalho em todas as suas unidades, nos próximos sessenta dias.

O posicionamento da diretoria da empresa deverá acontecer na próxima audiência, que será realizada no dia 2 de setembro.

Para o SINPAF, até que surja uma vacina eficaz e eficiente para evitar novos contágios e óbitos, todas as medidas que possibilitem a manutenção do isolamento social devem ser priorizadas.

O SINPAF está vigilante e alerta quanto a essa questão, para preservar a saúde e a segurança da categoria. Semanalmente, o sindicato envia à direção da empresa tabelas com dados atualizados sobre a evolução da doença nas cidades-sede das unidades da Codevasf.

É importante garantir o trabalho remoto como forma de evitar o contato entre as pessoas e a consequente disseminação do vírus. Voltar ao trabalho presencial só com segurança. Defenda a Vida!

Receba notícias direto em seu e-mail:
assine nosso informativo

Fale conosco