Pesquisadoras da Embrapa estão entre as cientistas mais influentes do mundo

“É muito gratificante estar entre as quatro mulheres brasileiras presentes na lista da Clarivate Analytics. Mais gratificante ainda é ver o crescimento e o reconhecimento do trabalho da mulher no campo da ciência, especialmente em um país tradicionalmente machista como o nosso.

Por: Vânia Ferreira | | Notícias gerais

Pesquisadoras da Embrapa estão entre as cientistas mais influentes do mundo

Henriette Azeredo e Renata Valeriano Tonon, pesquisadoras da Embrapa, figuram a lista de cientistas mais influentes do mundo em suas respectivas áreas de conhecimento.

A lista, elaborada anualmente pela consultoria britânica Clarivate Analytics, é feita a partir de uma análise da quantidade de citações de artigos publicados ao longo de uma década, utilizando a plataforma Web of Science. As selecionadas para a lista pertencem ao grupo de 1% de pesquisadores que mantiveram as mais altas médias de citações durante os últimos dez anos.

Neste ano, ao todo, foram selecionados 6.216 pesquisadores em diversos países. Desse total, 15 são brasileiros que trabalham com ciência e tecnologia em instituições públicas. Dos 15 brasileiros, quatro são mulheres, sendo duas da Embrapa, uma da Universidade de São Paulo (USP) e uma da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

“É muito gratificante estar entre as quatro mulheres brasileiras presentes na lista da Clarivate Analytics. Mais gratificante ainda é ver o crescimento e o reconhecimento do trabalho da mulher no campo da ciência, especialmente em um país tradicionalmente machista como o nosso. Interessante também ver que três das pesquisadoras citadas atuam em linhas de pesquisa voltadas à ciência e tecnologia de alimentos, uma área relevante e estratégica para o Brasil”, enfatizou Renata Tonon.

Henriette complementa dizendo que trabalhar arduamente tem suas compensações, sendo uma delas o reconhecimento. “Vejo o fato de sermos quatro mulheres em um grupo de 15 brasileiros mais como uma conquista que como uma derrota. Até poucas décadas atrás, a maioria das mulheres não tinha nenhum estímulo para se interessar por ciência. Até as brincadeiras das meninas eram passivas, enquanto as dos meninos eram baseadas em criatividade. Em poucas décadas, o quadro mudou bastante, mas ainda há muito para mudar."

INVESTIMENTO EM PESQUISA - A presença dos pesquisadores brasileiros na lista dos mais influentes no mundo demonstra a alta qualidade da ciência brasileira e evidencia a importância do investimento em pesquisa e a contramão que o governo federal vem tomando nos últimos anos com a sequência de cortes de recursos.

Para Renata Tonon, "a ciência tem um papel fundamental no crescimento de um país. Somente com ciência de qualidade se produz tecnologia de qualidade”.

Henriette Azeredo alerta que “não tem sido fácil trabalhar em pesquisa científica no Brasil. Aliás, me incomoda e preocupa o fato de sermos apenas 15 brasileiros em uma lista de 6.216 pessoas. Isso é pouco mais de 2%, número irrisório para o tão chamado "país do futuro". O tal futuro depende de ciência. Culturalmente, foca-se no curto prazo, não se planeja no longo prazo. Nesse contexto, ciência não é considerada importante, porque tem um pé no presente e outro no futuro. Enquanto comemos poeira, vários países têm investido pesado em educação e ciência, e os resultados têm aparecido, claros e sólidos”.

O presidente do SINPAF, Carlos Henrique Garcia, reforça que “temos que comemorar o resultado alcançado pelas nossas colegas de trabalho. O Brasil tem enorme potencial de produção científica, contudo, infelizmente, não está sendo devidamente aproveitado pela falta de investimento do governo federal. Se o país quer evoluir, voltar a se desenvolver, precisa voltar a investir em ciência e tecnologia”.

EMBRAPA – A pesquisadora Henriette considera a empresa “uma joia brasileira e diz que deveria ser tratada como tal. Mas muitas vezes o que esperam da Embrapa é uma mera produção de tecnologia para uso imediato". "Não se dá importância à geração de conhecimento, fundamental para termos resultados robustos no longo prazo. Além disso, a alta carga burocrática que pesa sobre nós, instituições e pesquisadores, também custa tempo e dinheiro, atrasando ainda mais a pesquisa e desmotivando os pesquisadores".

 

| Mais do Sinpaf

Comunicado sobre o recesso de Carnaval no SINPAF

A Diretoria Nacional do SINPAF informa aos filiados que, em virtude do feriado de Carnaval, a sede do Sindicato, em Brasília-DF, não funcionará de segunda (24) a quarta-feira (26).  As atividades voltarão à normalidade na quinta-feira (27), de 8h às 17h.

Saiba mais

SINPAF divulga novo calendário das Plenárias Regionais 2020

As informações e a pauta das Plenárias serão enviadas por e-mail para todas as Seções Sindicais.

Saiba mais

SINPAF retoma contato com filiados e participa de assembleia na Embrapa Cerrados que aprovou pauta de reivindicação

Nesta quinta-feira (20/2), a nova Diretoria Nacional do SINPAF (DN) retomou o contato com os filiados, começando as visitas pela Embrapa Cerrados, em Planaltina-DF, há cerca de 40 km de Brasília-DF.

Saiba mais

SINPAF indica novos membros da Comissão Eleitoral do Consad da Embrapa e pede prorrogação do Pleito

A Embrapa já nomeou os três representantes dos trabalhadores na Comissão Eleitoral para o Conselho de Administração (Consad), indicados pela Diretoria Nacional do SINPAF. Os novos membros são: Marco Antônio da Cruz Borba (Embrapa Cerrados), Shirley da Luz Soares Araújo (Embrapa Cerrados) e José Ferreira (Embrapa Sede).

Saiba mais

Nova direção do SINPAF retoma relação com movimento social e sindical

A solenidade de posse da Diretoria Nacional do SINPAF, realizada na última sexta-feira (14/2), na sede do Sindicato em Brasília-DF, contou com a presença de cerca de 100 pessoas, entre filiados, seções e centrais sindicais, instituições ligadas às empresas da base (Embrapa, Codevasf, Emepa, Emparn e Pesagro) e diversos representantes de organizações, movimentos sociais e sindicatos de trabalhadores de empresas e serviços públicos.

Saiba mais

Receba notícias direto em seu e-mail:
assine nosso informativo.

Fale conosco