Chapa 1 vence as eleições para a Diretoria Nacional e Auditoria Fiscal do SINPAF

Por: Assessoria de Comunicação do SINPAF em Terça, 24 Setembro 2013 | Categoria: Notícias gerais

Com 46, 58% dos votos válidos, a Chapa 1 - Transparência e Responsabilidade foi a vencedora da eleição para a Diretoria Nacional do SINPAF para o triênio 2013-2016. Encabeçada pelo Analista da Embrapa Clima Temperado Júlio Guerra, a Chapa 1 obteve 1.923 votos.

A eleições para a Diretoria Nacional do SINPAF aconteceram em 17 e 18/09, em 50, das 52 Seções Sindicais do SINPAF em todo o país (Pesagro Niterói e Pesagro Campos, devido a problemas de inadimplência). Participaram da votação 8.161 filiados ao Sindicato.

Comissão Eleitoral Central na contagem de voto.

O processo de apuração iniciou na quinta-feira (19), um dia após as votações. Primeiramente, a Comissão Eleitoral Central (CEC) fez o cruzamento das informações enviadas pelas Comissões Eleitorais Locais (atas e mapas de votação), para conferir se o número de votantes de cada lista de assinatura era compatível ao número de votos referente àquela urna. “Esse cuidado garante a lisura e evita qualquer possibilidade de fraude no processo eleitoral”, justificou o membro da CEC, Marcelo Chagas.

Algumas Comissões Eleitorais Locais atrasaram no envio do material para apuração e ontem (segunda-feira) a Comissão Eleitoral Central emitiu um comunicado para todas as Seções Sindicais em atraso, estipulando como prazo máximo para o recebimento até às 12 horas desta terça-feira.

A CEC passou a tarde de hoje finalizando a contagem dos votos válidos.

Auditoria Fiscal Nacional

A Chapa 1 - Transparência e Responsabilidade também foi a vencedora do pleito na escolha da Auditoria Fiscal Nacional, com 1.662 votos, o equivalente a 40,5% dos votos válidos. Apesar de estar na mesma cédula e poderem estar vinculados à mesma chapa, a escolha para a Auditoria Fiscal Nacional se dá de forma independente da escolha para a Diretoria Nacional.

O filiado tinha a liberdade de votar em uma chapa para a DN e em outra, para a AFN. Isso justifica a diferença entre o número de votos entre a Diretoria Nacional e a Auditoria Fiscal Nacional.

Impugnações Pelo não cumprimento do prazo para o envio do material para a apuração (até às 12 horas desta terça-feira, 24), foram anulados os votos das urnas das Seções Sindicais Pará e Rondônia; e, por problemas diversos, foram impuganadas as urnas das seguintes Seções Sindicais:

Todo o material para a apuração é enviado pelas Comissões Eleitorais Locais para a CEC por e-mail, porém, conforme determinação do Regimento Eleitoral do SINPAF (Art. 18), as CELs devem guardar os originais por até 30 dias após a promulgação do resultado final da eleição. A medida visa garantir a recontagem de votos, caso a mesma se faça necessária por via judicial.

Resultado Final – Total de votos Válidos

Direção Nacional

Auditoria Fiscal Nacional

Mais informações sobre o processo eleitoral, podem ser obtidos no blog da Comissão Eleitoral Central: http://comissaoec2013.blogspot.com.br/