SINPAF e Codevasf assinam acordo coletivo 2018-2020

Para o ACT com data-base em 1º de maio de 2018, o reajuste será de 1,69%, INPC integral desse período, aplicado sobre os salários a partir de janeiro de 2019 e, o ACT com data-base em 1º de maio de 2019, o índice de reajuste sobre os salários será de 70% do INPC desse ano (5,07%), o que corresponde a 3,55%. 

Por: Vânia Ferreira | | Notícias gerais

SINPAF e Codevasf assinam acordo coletivo 2018-2020

Em audiência no Tribunal Superior do Trabalho (TST), nesta segunda-feira (1º de julho), o SINPAF e a Codevasf assinaram o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) do período de 1º/5/2018 a 30/4/2020, conforme deliberação da categoria em assembleias gerais realizadas nos dias 25 e 26 de junho.

As cláusulas sociais serão mantidas integralmente, com vigência até 30/4/2020.

REAJUSTES – Para o ACT com data-base em 1º de maio de 2018, o reajuste será de 1,69%, INPC integral desse período, aplicado sobre os salários a partir de janeiro de 2019.

Porém, esse reajuste não recairá sobre as funções gratificadas e cargos comissionados, os quais terão seus valores congelados no período de 1º de maio de 2018 a 30 de abril de 2019.

Já para o ACT com data-base em 1º de maio de 2019, o índice de reajuste sobre os salários será de 70% do INPC desse ano (5,07%), o que corresponde a 3,55%.

Nesse caso, haverá retroatividade à data-base da categoria (1º de maio) e aplicação de reajuste sobre funções gratificadas e cargos comissionados.

AUDIÊNCIA – Durante a audiência, o presidente do SINPAF, Carlos Henrique Garcia, considerou que, apesar de todo o esforço do TST, o Acordo Coletivo não contempla totalmente a expectativa da categoria.

O Ministro Renato de Lacerda Paiva reiterou que, de fato, nesse momento político não há espaço para avançar, mas que os trabalhadores precisam permanecer firmes em “suas trincheiras”.

“Quero agradecer pela existência dos sindicatos. Eu quero negociar com sindicatos fortes e representativos como o SINPAF e encontrar a melhor solução para os conflitos", ponderou o vice-presidente do TST.

Clique aqui e leia o ACT assinado. 

 

 

 

| Mais do Sinpaf

MP de Bolsonaro quer trabalho aos sábados, domingos e feriados, sem direitos

MP 881, que pode se tornar lei, propõe cortar direitos de quem trabalha em dias especiais, como horas extras e auxílio alimentação e coloca em risco segurança e saúde no trabalho ao flexibilizar fiscalização

Saiba mais

Indicação do novo presidente da Embrapa dribla processo seletivo democrático

A Diretoria Nacional do SINPAF repudia a decisão da Ministra da Agricultura, de executar a substituição do gestor sem explicar os verdadeiros motivos, e por romper, também sem explicação, um processo seletivo que existe há vários anos na Embrapa, o qual atende a requisitos mínimos de transparência.

Saiba mais

16 de julho - 45 anos de Codevasf

Nesta data especial de fundação da Codevasf, parabenizamos os trabalhadores que há 45 anos contribuem de forma sustentável para a sobrevivência digna das famílias ribeirinhas do vale do São Francisco e do Parnaíba.

Saiba mais

Inscrições de chapas para Eleições do SINPAF Nacional começam nesta sexta (12/7)

O término das inscrições das chapas que concorrerão à Diretoria Nacional do SINPAF (Gestão 2019-2022) será no dia 1º/08 e a campanha eleitoral começará em 12/08/2019. 

Saiba mais

SINPAF pedirá bloqueio dos bens da Emepa para garantir cumprimento de decisão judicial

Em 2017, os desembargadores do TRT-PB decidiram, em dissídio coletivo entre SINPAF e Emepa, pelo reajuste de 5,4% nos salários dos trabalhadores sobre a tabela salarial de dezembro de 2014, mas a empresa não cumpriu.

Saiba mais

Receba notícias direto em seu e-mail:
assine nosso informativo.

Fale conosco