Em 2017, os desembargadores do TRT-PB decidiram, em dissídio coletivo entre SINPAF e Emepa, pelo reajuste de 5,4% nos salários dos trabalhadores sobre a tabela salarial de dezembro de 2014, mas a empresa não cumpriu.

Receba notícias direto em seu e-mail:
assine nosso informativo.

Fale conosco