SINPAF participa de debate no Senado sobre dependência do Brasil aos fertilizantes internacionais

SINPAF participa de debate no Senado sobre dependência do Brasil aos fertilizantes internacionais


Nesta terça-feira, às 11h, o presidente do SINPAF, Marcus Vinicius Sidoruk Vidal, vai participar do debate na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE) sobre a dependência do Brasil da importação de fertilizantes.

O debate foi proposto pelo senador Jaques Wagner (PT-BA), pelo REQ 7/2022, onde explicou que desde março de 2018, a Petrobras tem saído do setor dos fertilizantes nitrogenados.   O requerimento diz ainda que “a saída da Petrobras do setor ampliou a dependência externa de fertilizantes nitrogenados. Em 2021, houve aumento de 90% nos valores importados de adubos e fertilizantes químicos em relação a 2020, atingindo a cifra de US$ 15,2 bilhões, segundo dados da Secex.”

De acordo com o presidente do SINPAF, o assunto impacta diretamente a soberania e a segurança alimentar do País e está no cerne da missão da Embrapa. “Atualmente, o País precisa importar 85% dos fertilizantes e com a guerra entre Ucrânia e Rússia essa dependência ficou ainda mais evidenciada, pela dificuldade de se conseguir os insumos”, explicou Marcus Vinicius.

PARTICIPANTES

Também foram convidados a participar da audiência pública os representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, do Ministério da Economia, do Ministério das Relações Exteriores, do Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (Ineep), do Sindicato da Indústria do Açúcar e Álcool, da Associação Brasileira dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja BR), da Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal (Abisolo), da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), da Petrobras, da Associação Nacional para Difusão de Adubos, da petroquímica Unigel e do setor de óleo e gás, e da Federação Única dos Petroleiros (FUP).

Receba notícias direto em seu e-mail:
assine nosso informativo

Fale conosco