Enquete do SINPAF influencia na escolha do chefe-geral da Embrapa Meio-Norte

Enquete do SINPAF influencia na escolha do chefe-geral da Embrapa Meio-Norte

Por: Vânia Ferreira | | Notícias gerais

No início deste mês, a Diretoria Nacional do SINPAF e as Seções Sindicais Parnaíba e Teresina realizaram uma consulta à categoria com o objetivo de analisar como os trabalhadoras e trabalhadores da Embrapa Meio-Norte avaliavam a gestão anterior da unidade e as impressões sobre os candidatos que participavam do processo para chefia local.
 
Os resultados apontaram que a maioria dos trabalhadores/as desaprovava a chefia-geral que estava encerrando o mandato (72,61% acharam ruim ou péssimo) e que o analista Anísio Ferreira Lima Neto, com mais de 58% dos votos dos empregados/as, seria o candidato com mais condições de conduzir a unidade Meio-Norte na próxima gestão.

Na última sexta-feira (20/8), a diretoria-executiva da Embrapa encaminhou um memorando à Meio-Norte comunicando que o colegiado da empresa escolheu o concorrente mais votado pelos trabalhadores e trabalhadoras para ser o novo gestor da unidade, conforme resultado da enquete do Sindicato.

O presidente da Seção Sindical Parnaíba, Silvestre Moreira, considera que a consulta feita do Sindicato teve influência na escolha do novo gestor e parabeniza a categoria pela ampla participação na votação. “Foi imprescindível a atuação dos trabalhadores e trabalhadoras nesse processo de escolha. A nossa voz foi ouvida”, enfatizou Silvestre.
 
“Desde quando entrei na Embrapa sempre achei uma empresa antidemocrática. O SINPAF teve uma iniciativa extremamente essencial para dar voz aos trabalhadores/as sobre a avaliação da gestão passada e sobre o chefe-geral. Esperemos que o novo gestor perceba que sua escolha coincidiu com a vontade dos empregados/as e que ele tenha posturas também democráticas”, ressaltou Jose Afonso Lima de Abreu, vice-presidente da Seção Sindical Teresina.
 
Para o presidente nacional do SINPAF, Marcus Vinicius Vidal, a Embrapa tem um histórico de centralização das decisões, o que produz impactos negativos para os trabalhadores e trabalhadoras.

“O Sindicato ocupou o espaço deixado pela empresa e teve a iniciativa de fazer essa consulta. A seleção do novo gestor coincidiu com a  escolha dos empregados/as, mostrando caminhos para a construção de uma Embrapa Pública, Democrática e Inclusiva. A democracia participativa é um meio de fortalecimento das decisões e dos rumos que uma empresa verdadeiramente pública deve trazer na sua cultura interna”, salientou o presidente nacional do SINPAF.
 
Leia também:
 
- SINPAF faz enquete sobre gestão da Embrapa Meio-Norte
 
- Resultado da enquete na Embrapa Meio-Norte confirma que escolha da chefia-geral deve ser democrática e participativa
 

Receba notícias direto em seu e-mail:
assine nosso informativo

Fale conosco