Pressão do SINPAF posterga retorno ao trabalho presencial na Embrapa

Pressão do SINPAF posterga retorno ao trabalho presencial na Embrapa

Por: Camila Bordinha | | Notícias gerais

A pressão feita pela Diretoria Nacional do SINPAF e pelas Seções Sindicais junto aos dirigentes da Embrapa surtiu efeito novamente, postergando o retorno dos trabalhadores e trabalhadoras da empresa ao trabalho presencial.

A decisão publicada na data de hoje no Boletim de Comunicações Administrativa (BCA) n° 9/2021 da Embrapa estabelece como novas datas para retorno ao trabalho presencial os dias: 05/04, para aqueles que estão em escala de revezamento; 03/05, para ocupantes de cargos e funções gratificadas, bem como os que exercem atividades-fim; e 07/06, para os que não se enquadram nas categorias anteriores.

As datas estabelecidas pela empresa para o retorno presencial não são as ideais, considerando a situação sanitária do país, pois as últimas notícias veiculadas pelas autoridades de saúde apontam para o recrudescimento da pandemia do Covid-19, com taxa alta de ocupação dos leitos de UTI nos estados e falta de vacinas e de planejamento para imunizar a população. 

Nesse contexto, continuamos mobilizados para conseguir novos adiamentos, até que o retorno presencial seja possível de forma segura, com trabalhadores e trabalhadoras devidamente vacinados. Nesse momento a prioridade é preservar a saúde e a vida das(os) trabalhadoras(es). Não existe outra escolha possível, a Vida em primeiro lugar!

Finalmente, alertamos à categoria que não passou despercebido para o SINPAF a inclusão do item 5.2. na deliberação publicada no referido BCA. Nele se lê que a Embrapa poderá acordar a suspensão dos contratos de trabalho dos empregados. Destacamos, entretanto, que essa afirmativa da empresa não procede. A lei que previa a suspensão de contratos excluiu expressamente os empregados públicos. Mesmo para os empregados da iniciativa privada, o prazo para uma eventual suspensão consensual do contrato de trabalho expirou no dia 31/12/2020. Vamos monitorar essa intenção da empresa e, caso necessário, serão tomadas as medidas cabíveis.

Receba notícias direto em seu e-mail:
assine nosso informativo

Fale conosco