Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário

Com categoria mobilizada, SINPAF entrega contraproposta para ACT Embrapa 2022-2023

7 de outubro de 2022

Após analisar a proposta da Embrapa para o ACT 20222-2013, a Comissão Nacional de Negociação do SINPAF (CNN) entregou, nesta sexta-feira(7), uma contraproposta para recomposição dos salários pelo INPC integral do período (12,47%) com pagamento retroativo a 1º de maio, data-base da categoria, com incidência do índice também para os auxílios alimentação/refeição, creche/babá/escola e para filhos ou dependentes com deficiência.

O Sindicato também incluiu mudanças para a cláusulas de auxílio alimentação/refeição, serviço de transporte, assédio moral e sexual, para o Plano de Saúde, de atividades sindicais ou sociais de relevância pública, liberação para dia do pagamento e teletrabalho híbrido.

Clique aqui para ler a proposta.

Frente aos temas propostos na contraproposta, o SINPAF convidou para a 13ª rodada de negociação a técnica do Dieese Karla Braz, o representante dos trabalhadores no Conselho Administrativo da Casembrapa, o conselheiro Felipe Pilger, e os dirigentes sindicais que estão sofrendo perseguição e assédio moral em suas unidades: Arnaldo Santos Rodrigues (Tabuleiros Costeiros) e Rita de Cássia Pompeu de Sousa (Roraima).

Na ocasião, Felipe Pilger reforçou a necessidade de o ACT garantir o pagamento dos salários dos diretores da Casembrapa pela Embrapa. “A proposta de reforma do estatuto busca transferir o pagamento dos salários dos diretores executivos para o próprio plano de saúde dos trabalhadores e trabalhadoras da Embrapa. Esse ônus não pode ser transferido para o/a trabalhador/a,” afirmou o conselheiro.

O presidente do SINPAF, Marcus Vinicius Sidoruk Vidal, ressaltou a cláusula de Assédio moral e Sexual. “Estamos em constante crescente de casos de assédio moral na Embrapa e por isso trouxemos aqui dois dirigentes sindicais que estão passando pelo problema, o trabalhador Arnaldo, da Embrapa Tabuleiros Costeiros, e a Rita da unidade Roraima” declarou o dirigente sindical.

Para o membro da CNN, Jean Kleber (Seção Sindical Pará), a empresa precisa se empenhar mais e trazer melhorias para a categoria. “A Gestão Moretti tem se mostrado fraca em negociar com o Governo Federal avanços para o ACT, demonstrando total desrespeito aos seus trabalhadores e trabalhadoras,”

A Comissão de Negociação da Embrapa pediu um prazo para analisar a contraproposta. Por isso, a próxima reunião será realizada no dia 24 de outubro às 8h30.

TRUCULÊNCIA

Em um ato antidemocrático, enquanto as Comissões de Negociação do SINPAF e da Embrapa negociavam a proposta do Acordo Coletivo 2022-2023, a diretoria da empresa colocou os seus seguranças para impedir que os sindicalistas panfletassem sobre a negociação nas dependências da Sede da empresa.

Além disso, chamou a Polícia Militar para circular dentro da empresa em clara ação truculenta de intimidação às trabalhadoras e aos trabalhadores, que manifestavam pacificamente em assembleia na sede da empresa, em Brasília-DF.

MOBILIZAÇÃO

Trabalhadoras e trabalhadores ficaram vigília na Sede da Empresa, desde as 8h, fazendo reivindicações e aguardando resultados da reunião entre as comissões nacionais de negociação do Sindicato e da empresa. Também promoveram panfletagem com as reivindicações da categoria.

A mobilização foi transmitida pela TV SINPAF e pelo Facebook da Diretoria Nacional, para mostrar as ações organizadas em Brasília e nas diversas unidades do Brasil, pelas Seções Sindicais. A campanha promovida nesta sexta-feira mostrou para a empresa que a categoria não vai mais engolir SAPos e não aceitará migalhas.

Clique nos links abaixo para assistir à mobilização que foi transmitida ao vivo:

TV SINPAF: https://www.youtube.com/watch?v=d8-sqHnZh5c

Facebook: https://www.facebook.com/events/652324003168164

Leia mais