Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário

ACT Embrapa 2016-2017: SINPAF já respondeu Embrapa e exige retorno das negociações

23 de junho de 2016

A Comissão de Negociação do SINPAF não se curvará aos desmandos da Embrapa e já deu sua resposta desde o dia 10 de junho, mas a empresa continua pressionando os empregados para convencê-los a engolirem uma proposta cheia de vícios e que não contempla aos anseios dos trabalhadores.

O SINPAF é o representante legítimo dos empregados e sua Comissão Nacional de Negociação tem competência para recusar proposta que prejudique a categoria.

O Sindicato analisou a proposta da empresa e identificou diversos problemas que podem prejudicar direitos já garantidos aos trabalhadores no ACT vigente, mas a empresa continua se recusando a voltar à mesa de negociação.

Além de um índice que não contempla as perdas salariais – 8,28%, sendo que a inflação do período é de 9,28% – a proposta da Embrapa suprimiu cláusulas e parágrafos que constam no atual Acordo Coletivo e inseriu redações que não foram acordadas na mesa e outras que sequer foram discutidas.

Ainda, quando a empresa estabelece datas, promove ameaças veladas (quando registra sua posição quanto ao Dissídio Coletivo), desrespeita a representação legal do SINPAF e de sua Comissão de Negociação, ela exerce práticas antissindicais que devem ser combatidas.

A Comissão de Negociação do SINPAF exige o retorno das negociações!

Trabalhadores, a luta deve continuar! É hora de nos mobilizarmos.

 

Denúncia no MPT  

A Comissão do SINPAF já fez denúncia ao Ministério Público do Trabalho (MPT) da 10ª Região pelas práticas antissindicais adotadas pela empresa, que se recusa a continuar as discussões sobre o Acordo Coletivo de Trabalho 2016-2017 sem o esgotamento da pauta.

Notícia Fato: NF 1244/2016

Protocolo nº 2.10.000.002357/2016-41

Leia mais