Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário

19 unidades da Embrapa retomam o teletrabalho e o revezamento

2 de fevereiro de 2022

A pressão feita pela Diretoria Nacional do SINPAF e pelas Seções Sindicais para proteger a saúde dos trabalhadores e trabalhadoras da Embrapa têm surtido efeito.

Dezenove unidades já voltaram ao regime de teletrabalho e revezamento, por conta de liminares obtidas judicialmente pelo sindicato ou por conta dos pedidos feitos ao Comitê de Monitoramento e Prevenção do Coronavírus da Embrapa, muitos dos quais viabilizados por conta de negociação mediada pelo SINPAF.

Essa retorno é uma decisão acertada diante da nova onda de casos positivos para Covid-19, com a chegada da variante ômicron. O desafio agora é continuar pressionando para que a Gestão Moretti tenha bom senso, pare de se omitir e estenda a decisão para as demais unidades da empresa.

A lógica de manutenção do trabalho presencial é equivocada e arriscada. O que os dirigentes sindicais têm acompanhado é uma sucessão de idas e vindas às instalações da empresa, com o aumento de casos e afastamentos, seja dos contaminados, seja daqueles que tiveram contato com aqueles que testaram positivo, em um vai-e-vem danoso que não contribui em nada para a tranquilidade e segurança necessárias ao cumprimento das metas e ao desempenho das equipes.

Especialistas apontam que o pico da nova onda deve acontecer por volta da segunda semana de fevereiro. Como a ômicron se propaga com mais rapidez, é importante que a vigilância seja redobrada e as medidas preventivas intensificadas para evitar aumento no número de casos e de óbitos. Vacinação, uso de máscaras e álcool gel, atenção às medidas de higiene, evitar aglomeração e deslocamentos desnecessários estão na ordem do dia, bem como a postura e consciência individuais no enfrentamento da doença.

Quanto ao Sindicato, nessa semana mais seis seções buscarão o judiciário, seguindo os passos vitoriosos das Seções Sindicais Agroindústria de Alimentos, Agrobiologia e Embrapa Sede. A Diretoria Nacional, por sua vez, já está com ação pronta, esperando, porém, que a Gestão Moretti cumpra seu papel na defesa da saúde da categoria, afastando-a do trabalho presencial.

#SINPAF NA LUTA E NA DEFESA DA VIDA E DA SAÚDE DA CATEGORIA#

Leia mais